Logotipo Federação Varejista do RS e SPC Brasil

Panorama do Comércio no Rio Grande do Sul mostra avanço nas vendas, mas desafio para os próximos meses é atenuar o impacto econômico das enchentes

Federação Varejista do Rio Grande do Sul analisa evolução econômica no Rio Grande do sul

A análise mensal da Federação Varejista do Rio Grande do Sul mostra, no mês de outubro, uma perspectiva positiva que foi o crescimento constante nas vendas do comércio nos últimos 12 meses. As estatísticas do IBGE demonstram um aumento de 3,6% nas vendas do varejo ampliado, que engloba todos os segmentos analisados, superando a média nacional. No entanto, observa-se uma desaceleração desse crescimento, especialmente no comércio varejista, que desconsidera vendas de automóveis, materiais de construção e atacado de alimentos e bebidas. O presidente da Federação Varejista do Rio Grande do Sul, Ivonei Pioner, afirma que o principal desafio nos próximos meses será atenuar o impacto econômico das enchentes que afetaram o estado.

“Os últimos dados disponíveis indicam, em suma, uma moderação do ritmo de crescimento das vendas do comércio, enquanto a produção industrial recua e a produção agropecuária ensaia a recuperação. Por sua vez, o setor de serviços avança a um ritmo elevado. Nos próximos meses, será importante avaliar a evolução desses indicadores tendo em vista as enchentes que atingiram o estado. A atuação do poder público, através da liberação de linhas de crédito e de apoio às famílias afetadas, será fundamental para atenuar os efeitos desse choque sobre a economia do Rio Grande do Sul”, afirmou.

Além do setor de serviços, a agropecuária do estado dá sinais de melhora, depois de um período de forte queda, em razão da estiagem que afetou a produção. Estimativas do Ministério da Agricultura e Pecuária indicam crescimento do faturamento bruto do setor.

No quadro do consumidor, constata-se que o mercado de trabalho segue criando novas vagas formais no estado. Desde o início do ano, mais de 50 mil vagas formais foram criadas no Rio Grande do Sul. Além disso, o saldo de crédito destinado às famílias continua registrando crescimento expressivo, o que favorece o consumo.

No Rio Grande do Sul, vendas do Varejo Ampliado crescem 3,9% na comparação entre junho e julho

Em julho de 2023, o comércio gaúcho registrou um avanço expressivo nas vendas. No segmento do varejo ampliado, o crescimento foi de 3,9% na comparação entre julho e o mês imediatamente anterior. No país, nessa base de comparação, houve recuo de 0,3% nas vendas do varejo ampliado. Já no acumulado de 12 meses, o avanço observado no estado foi de 3,6%, também superando a média nacional. O varejo ampliado reúne todas as atividades comerciais, incluindo o comércio varejista e outros segmentos mais específicos, como o de vendas de veículos e materiais para construção. O comércio varejista também notou alta das vendas no estado. Com desempenho acima da média nacional, o crescimento das vendas desse segmento foi de 2,1% na comparação mensal e de 3,7% no acumulado de 12 meses.

Redação e Coordenação: Marcelo Matusiak

Assine nossa newsletter.

Receba estas notícias diretamente no seu e-mail.

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Você receberá um e-mail de confirmação.
Ao assinar a newsletter, você receberá um e-mail para confirmar o desejo de receber as notícias do movimento lojista.

Leia também...